quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

2014...2015


O ultimo dia do ano...a ultima página do livro...escrevi, vivi, sorri, preocupei-me, zanguei-me, barafustei, calei-me, cumpri objectivos, concretizei alguns sonhos, lutei para que quem amo e está ao meu lado seja FELIZ!
Fui esposa, mãe, madrasta, filha, irmã, amiga, mulher, criança :D sempre com todos os meus defeitos e feitios, que não são fáceis de aturar.

Os dias passaram a correr, entre o trabalho, a casa, os passeios, as risotas, as actividades dos filhotes, as férias, o sol, o mar...tudo foi como um estalar de dedos...e foi bom!
Houve decepções, pessoas que afastei, pessoas que me surpreenderam pela positiva, pessoas que mantive a meu lado e sempre estarão lá, pessoas que entraram na minha vida e que ficarão para sempre, amizades que fazem parte de mim, sorrisos que quero sempre presentes na minha vida.

Houve gestos que me magoaram e outros que me fizeram extremamente FELIZ... 

Atingi objectivos, concretizei alguns sonhos...trabalhei sempre com um sorriso mesmo nas maiores adversidades e quando tudo fizeram para falhar, caí levantei-me e estou de pedra e cal, porque os abanões e as quedas fazem parte do caminho e do crescimento enquanto pessoa, enquanto mulher.

Em 2014 fui FELIZ! :) É tudo o que peço para 2015...vou continuar a viver e sonhar...

Para todos vocês que me lêem e "aturam" que 2015 seja tudo o que mais desejam...que vos traga todas as oportunidades do mundo e que as saibam agarrar com força de vontade...aproveitem cada dia, hora, minuto e segundo!!!

Beijinhos

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Natal 2014

Para mim o Natal tem um significado muito especial...não sou dada aos consumismos desenfreados, gosto muito mais de fazer em casa os presentes que ofereço, desde doces ou compotas, a bolachas e bombons, frascos com preparados para chocolate quente, ou bolos...peças de artesanato, ou simples postais. Com isto não quero dizer que não compre um ou outro brinquedo para os mais pequenos ou até uma ou outra peça de roupa, mas não ando numa correria de ultima hora para isso. 

O Natal para mim, é o preparar da consoada e do almoço do dia 25, é o convívio com a família, as maluqueiras, gritos, gargalhadas, empurrões... é o bacalhau com as batatas e as couves, são os doces...as bainhas de grão...há uns anos atrás vivia o Natal com duas semanas de antecedência...assim que iniciava as férias escolares lá ia eu apanhar o comboio para casa dos meu tios...era o ensaiar os teatros com os meus primos, eram as noites de galhofa total e os meus tios com a cabeça em água...hoje só vou na véspera, mas a doideira e a galhofa é a mesma...isto sim é para mim o Natal...

No meu Natal espera-se até à meia-noite para abrir os presentes e temos sempre a visita do Pai Natal...ok, ok este ano quem nos visitou foi a Mãe Natal...o brilho nos olhos dos miudos e a cara dos graudos a ver reações e a desejar que estes momentos se repitam por muitos e muitos anos...eu lá ando de máquina na mão para não deixar escapar nem um momento...

Venham muitos mais e que nos tragam sempre, sempre boas recordações e sorrisos genuínos...está bem também pode trazer caras feias, biquinhos e caretas :D

Beijinhos

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Novembro 2014



Novembro...as lareiras que se acendem, o frio que se instalou e que traz o conforto do sofá com uma chávena de chá bem quente nas mãos...um bom livro ou filme e o que se pode pedir mais...
Mas os meus dias não são assim...há o corre, corre natural, o empurra a manta para trás...larga o quentinho e põe os pés no chão, está na hora...mas eu gosto, há toda uma energia no meu dia a dia que me faz andar, correr e viver a vida com muita alegria!

Esta é uma época sempre mais complicada, há os testes, os trabalhos, as competições desportivas que acompanho do principio ao fim, há os preparativos para o natal e tudo isto nas 24 horas que tem um dia...mas tenho sempre tempo para as coisas que gosto...ler, fotografar, passear e foi isso que fiz...

Este mês tem para mim um significado muito especial...pois fez no dia 30, 16 anos que fui MÃE...lembro-me bem daquele dia, em que saí à rua pela manhã para ir ao banco e comprar o pão e tanto o senhor do banco como a senhora da padaria me disseram que estava com cara de quem estava prestes a dar à luz, ao que eu respondia invariavelmente..."não...é só para a semana, ainda falta"...o que é um facto é que às 19:00horas desse dia as águas rebentavam sem aviso prévio e vim da Costa da Caparica a Setúbal de carro, sem qualquer dor ou sinal dela, para chegar ao Hospital e ser levada para a cirurgia...seria cesariana pois o rapaz estava sentado do género "daqui não saio, daqui ninguém me tira".

Este foi o momento mais bonito destes meus 41 anos de idade...o momento em que, ainda entorpecida pela anestesia, me deixaram cortar o cordão umbilical do meu filho...o momento em que o colocaram a meu lado para lhe dar um beijo...não há palavras para descrever o que é a maternidade, o que se sente ao dar à luz um ser que nos acompanhou 9 meses e que já amamos incondicionalmente...como já alguém disse...é como ter o coração fora do peito. 

E tu... meu filho...és TUDO para mim! Obrigado por tudo o que me tens ensinado, por todos os sentimentos que me fazes descobrir a cada dia que passa, por me ensinares que não posso ser só tua amiga, dar-te carinho...tenho que ser tua Mãe, ensinar, ralhar, castigar e dar-te asas para que possas construir a tua personalidade, os teus objectivos e acima de tudo seguir os teus sonhos. AMO-TE muitoooo!

O meu Novembro terminou assim com o soprar das velas e um sorriso fantástico! 
Dezembro está aí...com as luzes de Natal, a árvore e o presépio, a mesa cheia a família no desalinho total e muitas gargalhadas. O fim do ano a aproximar-se e mais uma etapa para reflexão e estabelecer objectivos, fazer um balanço do bom, do mau e de tudo o resto.

Beijinhos

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Inspirações

Sempre gostei de escrever, mas infelizmente com o passar dos anos, com o crescer de outras responsabilidades e prioridades a escrita foi ficando para trás...mesmo que por vezes o fizesse mentalmente, sempre desejando ter um papel onde escrever o que pensava para que ficasse registado, acabava por não o fazer.

Hoje, e porque tenho aprendido a dar importância ao que realmente me dá prazer e ao que gosto de fazer, porque tenho aprendido a organizar o meu tempo para que haja sempre uns minutinhos ou segundos para mim, e porque tenho lido muito mais, voltei a escrever...

(imagem retirada da internet)
      
"Não vás. Fica.
Olha-me nos olhos. Vê.
Sente-me e diz que não sentes.
Esquece as regras e os brandos costumes e laça-me no teus braços. 
Faz-me embarcar nesta loucura em que te quero. O teu cheiro. O teu toque no meu rosto. Um sorriso agarrado a um olhar que me prende na profundidade de um sentimento.

Não vás. Fica.
Já fazes parte de mim.
Conheces-me melhor que ninguém...a minha alma, o meu eu, os meus segredos mais profundos.
E olha que todos temos segredos só nossos! Os meus são mesmo só nossos...deixaram de ser meus!
Embala-me e faz-me esquecer!
Esquece quem conheceste!
E conhece-me de novo...todos os dias!"

Depois disto só posso dizer...ADORO escrever.

Beijinhos


terça-feira, 4 de novembro de 2014

Outubro 2014



Outubro...trouxe-me tantas coisas boas...a certeza de que a felicidade não é um meta é um caminho...o caminho que escolhemos em consciência percorrer, aproveitando cada segundo de tudo o que é bom e aprendendo com o que é menos bom, porque como diz a canção "...não existem coisas más, existem coisas menos boas..."

Continuamos a correr...os dias são mais curtos e por isso tudo tem entrado na noite deixando poucas horas para o sono, mas não faz mal...afina dormir é perda de tempo!
Cada dia que passa é um crescimento, é um entender a vida, é não dar importância ao que apenas surge para complicar, é olhar e ver, é aceitar e sorrir. Não gosto de pessimismos...eu VIVO não sobrevivo!

Não há mau tempo que me deprima...aproveito tudo...tento sempre ver o lado bom das coisas, de tudo o que a natureza nos dá...acredito piamente que só assim consigo tirar o máximo de tudo o que sou, sinto e tenho!
Não promovo tristezas, afinal não pagam dividas, e mesmo quando elas teimam em estar presentes, torno-as em algo de bom, reflicto nos porquês e sigo em frente!

Outubro foi assim um mês intenso nos acontecimentos...aprendo todos os dias e gosto. Novembro já se aproxima e com ele as cores do Natal, o brilho dos pingos da chuva, o arco-íris que vai surgindo no céu, e um dos dias que me fez mais FELIZ...16 anos!!!

Beijinhos

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Porque há leituras que nos marcam...

Quem me conhece sabe que ADORO ler, e mesmo na correria das rotinas diárias arranjo sempre uns minutos para dedicar ao livro que estou a ler no momento...um bocadinho à hora de almoço, enquanto assisto ao treino de Taekwondo do meu filhote, antes de me deitar ou simplesmente quando me apetece. Neste momento tenho nas mãos o "Prometo Falhar" do Pedro Chagas Freitas e estou simplesmente maravilhada...é difícil escolher o texto que, até ao momento, mais gostei... identifico-me, vivo e revivo e reflicto...deixo-vos com um dos que marquei (o livro está cheio de post its coloridos)...


"O mais importante do mundo é a vertigem.
E para haver vertigem tem de haver precipício. Tenho de estar lá, junto ao local onde a queda acontece, para conseguir manter-me de pé. Todas as vidas precisam de vertigem. E é nas tuas mãos que encontro o que me faz cair e que ainda assim me mantém de pé.

Levanto-me todos os dias para a transgressão do teu precipício.
E caminho pelas pedras da calçada a milímetros do instante em que há toda uma derrocada à minha espera. Ou estou a milímetros da derrocada ou não me sabe a nada. Tenho de sentir que pode acabar, que está sempre perto de acabar, isto que nos faz gente, que nos sustém, indigentes da pele, e se não houver o perigo do teu prazer mais vale muito bem morrer.

O mais importante do mundo é saber que um dia acabas.
E é assim que me agarro ao peso dos minutos sem precisar de balança, as pernas assustadas a cada momento sem ti, à espera de que possa ser o derradeiro, e enquanto há a tua vida há esperança. Um dia vais e isto acaba: eis tudo o que preciso para me levantar quando a manhã me pede renúncia. No momento em que te amo (as rugas das tuas mãos, a agressividade sexual da tua barba em mim, o diálogo de dois corpos à procura das palavras impossíveis) todos os abismos se sabem abrir. Sei que vou morrer de ti mas sei que sem ti só me falta mesmo morrer.

Aprendo todos os dias a ser analfabeta de ti.
E não escrevo senão o silêncio, ou então as linhas enchem-se do que não tem ordem, e se há caos que seja o do nosso suor entornado. Depois ensinas-me, com paciência e método, que há que saber muito para estar à altura de ignorar o que nos une, e que todos os abraços são uma aprendizagem. Morre-se no segundo em que já não há mais abraços para aprender, mais linhas desordenadas para ocupar. Exijo as tuas mãos em mim como no inferno, à espera do chamamento final de uma cólera consentida.

Ordeno-te que me mantenhas desordenada para sempre. E que o único mandamento seja o que nos obriga a pecar.
O mais importante do mundo é o que mesmo proibido pode ser feito."

Pedro Chagas Freitas in Prometo Falhar

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Setembro 2014


Setembro já passou e trocou-me as voltas...inicio de ano lectivo, livros, materiais e novas rotinas, inicio de actividades desportivas...o tempo é escasso para tudo o que tenho e quero fazer.

Todas as reflexões que gosto de fazer tentando encontrar o percurso certo, não ficando a marcar passo, são feitas aos poucos. As forças por vezes também se vão abaixo e é preciso saber quando parar um pouco...olhar à nossa volta e tentar organizar os dias e o pensamento.

O mês passou a correr sem dar espaço a manobras para que os dias pudessem ser maiores e todos os sorrisos pudessem estar presentes a todos os minutos. O cansaço foi evidente mas agora há que levantar a cabeça e enfrentar Outubro que já espreita com a queda das folhas, as chuvas de outono e o cheiro a castanhas com o conforto do chá quente quando o frio já se faz sentir.

Beijinhos

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Julho e Agosto 2014



Será que o Verão já terminou??? O Julho e o Agosto já passaram... foram meses de sol e muita diversão. Foram as férias com tudo a que temos direito. Os dias compridos com os pés na areia, o cheiro do mar, os mergulhos com sabor a sal revigorando energias, as gargalhadas dos "miúdos" à beira-mar, os grupos de adolescentes que querem crescer depressa (demais para nós pais). As noites cheias de luz, musica e muitos passeios. As horas que andavam descoordenadas apenas porque de férias não há horas.

Festejámos os 41 e os 47 sempre com a felicidade de quem vive plenamente e envoltos em sorrisos. Partilhámos os nossos dias com família de longe... foram gargalhadas, passeios a novos locais, jantares e almoços recheados de boas surpresas, companhia daquela que fica e sabe bem, muito bem!

Passou depressa...queríamos mais...em Agosto foi tudo mais sossegado por aqui. Os passeios continuaram mas a dois, mais calmos/tranquilos já com o peso do regresso ao trabalho... O sol continuou por cá, e ainda deixou molhar os pés numa praia qualquer onde desfrutámos também da calma e deixámos que os raios de sol nos envolvessem no seu calor.

Com o final do mês vieram os dias que já se notam mais curtos, a brisa de outono já se faz sentir e a azáfama de um Setembro que no traz o recomeço. É hora de balanços e preparativos para o inicio de um novo ano lectivo...vai começar o corre-corre e é agora que gosto de parar para pensar...ver...sentir...e preparar um caminho com novos objectivos.

Beijinhos

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

41...




41...
Anos de sorrisos, gargalhadas (como a minha há poucas, que o diga quem me conhece), lágrimas, ansiedade, lutas, conquistas...acima de tudo muita felicidade! E a isto eu chamo viver... mesmo com as rotinas do dia-a-dia, as correrias entre o trabalho, a casa, os filhos, o desporto, o artesanato e o lazer...encontro sempre tempo para um abracinho, um beijo, um gosto de ti!

41...
Sou uma mulher resolvida, de bem com a vida, feliz, com muito amor ao meu redor, gosto do que faço e aprendo todos os dias. Não deixo que vivam por mim, aproveito cada segundo, minuto, hora ou dia que passa. Bebo sofregamente tudo o que me rodeia, a alegria, os sorrisos, os gestos...o que é mau??? Deixo cair no chão sem perder tempo a olhar para trás.

41...
Boas recordações, momentos que fazem parte de mim, que me ensinaram muito. Vontade de crescer ainda mais (e não, não é para os lados que sou uma "moçoila" muito cuidadosa), de aprender, ensinar e partilhar o que de bom a vida me traz.

41...
Anos de vivências junto dos que me tornaram a mulher que sou hoje, que me deram valores em que acredito e que faço por valer todos os dias, que me ensinaram a acreditar, a lutar, a sorrir...aos meus pais, marido, filho e enteada, irmão, cunhadas e sobrinhas e sobrinho OBRIGADO pela alegria que trazem aos meus dias!
A toda a minha família OBRIGADO por estarem sempre presentes!
A todos os meus amigos OBRIGADO por serem quem são e por fazerem parte de mim.
E até aos que não são tão amigos (isto porque gosto de acreditar que não tenho inimigos) OBRIGADO por me ensinarem todos os dias que apesar da vida não ser um mar de rosas EU consigo sempre dar a volta por cima e enfrentar os desafios com força de vontade e um grande sorriso!

E aos 41 aqui estou eu a celebrar a vida com a tranquilidade de quem sabe o que quer e sempre junto de quem amo...pronta para mais uns aninhos!!!!

Beijinhos  


terça-feira, 1 de julho de 2014

OBRIGADO



Recentemente o meu filho fez o seu exame de Taekwondo para cinto vermelho/preto... e eu ainda me lembro do primeiro dia que o levei a experimentar esta arte marcial... saiu a chorar porque o mestre falava "estrangeiro" e aos berros e ele não percebia nada... hoje, é um dos seus orgulhos, é o seu desporto.


O que me levou a levar o meu filho a uma aula destas, não foi apenas a curiosidade, foi o facto de ter sido alvo de "buling" na escola, foi o facto de ser um miudo com uma auto-estima baixa, de não acreditar nele como eu acreditava...hoje, é um adolescente seguro de si, confiante, estável, que sabe o que quer e de bem com a vida... é assim que vejo o meu filho. Sim é um adolescente como outro qualquer, faz disparates, asneiras, mas também ajuda o próximo, ama com todo o coração, é responsável e bom aluno, educado e por tudo isto o meu orgulho! Hoje vejo um adolescente sereno e completo!

No entanto, o seu caminho tem sido partilhado por muitos, desde os pais, padrasto e madrasta (já sei são palavras feias, mas neste caso não), uma "irmã" do coração, avós, tios, tias, professores e também amigos que o ajudaram a crescer e é por isso que aqui deixo o meu OBRIGADO!

Quando iniciou este desporto, pouco sabia sobre ele, mas uma das primeiras lições foram os 5 principios do Taekwondo:

Cortesia (YE UI) - A Cortesia deve estar sempre presente nas relações com terceiros, representa o respeito pelo próximo, a modéstia, o humanismo e a delicadeza.


Integridade (YOM CHI) - Ser integro deve ser uma das qualidades do praticante de Taekwondo. A integridade passa por fazer no dia a dia aquilo que está correcto numa perspectiva social, nunca prejudicando terceiros com as nossas acções.

Preserverança (IN-NAE) - O praticante deve a todo o momento ser capaz de dizer “vou conseguir mais”. Nunca deve desistir perante as dificuldades, encarando cada uma como uma nova oportunidade de dar o melhor que existe em si.

Auto-dominio (GUK-GI) - A capacidade de execução de uma técnica está intimamente ligada com a capacidade de a controlar.

Espirito Indomável (BAEKJUL - BOOLGOOL) - O praticante deve desenvolver o seu espirito como uma arma capaz de o motivar na perseguição dos seus objectivos. Uma pessoa possuidora de um espírito forte deve em qualquer circunstância manter a via escolhida sem hesitações e sem receios, lutando até ao fim pelos princípios que norteiam a sua vida.

E estes são os principios a que tenho assistido em todos os treinos e em todas as atitudes do meu filho, e dos que o acompanham nesta jornada.


Ao mestre Miguel Dinis... OBRIGADO pela paciência, cumplicidade, amizade e carinho com que sempre o trataste, com que o levaste a adorar o Taekwondo. Obrigado por não teres desisitido quando tantas vezes te apeteceu voltar costas, obrigado por teres insistido em levá-lo contigo ;)



Ao Hugo, João, Caneta e Gustavo... obrigado pela paciência para aturar este adolescente que quer que puxem por ele e às vezes se torna "melga", obrigado por exigirem dele o melhor que pode dar.

MUITO OBRIGADO por fazerem parte da vida e aprendizagem do meu filho!

Junho

Mais um mês que passou... Junho trouxe o Sol e o calor, mas também chuvas "tropicais" e algum frio, mas antecipa as férias (que já vão fazendo falta). Não foram fáceis estes dias...entre exames de Taekwondo, final de ano lectivo com as expectativas das notas (não foram más, mas podiam ser melhores), festival de dança, exames 12º ano, a casa, o trabalho e afins foi uma uma correria...mas acabo sempre com um sorriso nos lábios  com a sensação de dever cumprido.

Quando iniciei este blog, a intenção era a de deixar aqui alguns dos meus momentos e dar uma ajuda a quem de alguma forma se identifique com a correria do dia a dia, a todos os que num ou outro momento já desejaram que os seus dias tivessem mais 24 horas para tudo o que têm para fazer. É isso que tenho tentado deixar aqui registado nestas linhas, no entanto há dias em que a minha fé (se assim lhe posso chamar) na minha força de vontade e na minha organização, deixa um pouco a desejar e o cansaço ameaça vencer atirando o meu corpo para um canto sossegado do sofá. "Desistir" e "baixar os braços" são vocabulário que tenho dificuldade em entender... como tal"arregaço as mangas" (agora não preciso, estamos no verão, eh eh eh) e dedico o meu tempo a tudo o que realmente me importa e faz parte da minha vida.


É com este espírito que consigo superar o desgaste, porque já não me desiludem, de lidar com pessoas que não têm horizonte, para quem a vida se resume a ser pessimista e a prejudicar os outros, ainda que nada disso lhe traga qualquer beneficio. É com este espírito que luto todos os dias para a felicidade dos meus. É com este espírito que agarro todos os meus projectos e os levo a bom porto. É com este espírito que todos os dias junto tecidos, linhas, fitas e cores e entro no meu mundo onde construo algo de raiz empenhando todo o meu carinho e respeitando a histórias, gostos e preferências de quem quer as minhas peças.

E Junho trouxe a confirmação de que todos os sonhos se podem concretizar... assim tenhamos vontade de agir, de lutar e conseguir.

Agora é tempo de começar a pensar nas roupas de verão, nos dias de praia, nos passeios à noite, na diversão e nos momentos de risota em família... já falta pouco!

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Maio 2014

Mês de Maria, e de todas as Mães... entrou com a suavidade de quem já anseia por dias alegres, cheios de vida e vontade de passear. Ler um livro à beira-mar e absorver todos os cheiros, sons e brisas que se fazem sentir. Os pés descalços na areia, o mergulho no marque nos lava até a alma e deixo-me levar no embalo da ondulação ouvindo apenas os pássaros da serra e os risos das crianças que estão por perto.


Maio entrou também com a energia de quem muito quer fazer e agarrei-me à máquina de costura deixando a imaginação fluir para um resultado que se quer brilhante, alegre e perfeito.

Celebrou-se o Dia da Mãe, com muito mimo... e hoje sou mãe, mas também filha e tenho a minha mãe sempre por perto por isso deixo-vos a homenagem que fiz à mãe a ao filho:

"A ti minha Mãe... muito OBRIGADO por tudo, por todas as noites em que te chamei para acenderes a luz porque tinha medo, por todas as noites em que não dormiste porque me doía a perna, por todas as quedas que dei e me ajudaste a levantar tratando-me das feridas, por todos os momentos de alegria, risota e paz que me deste, por todo o amor, educação e respeito que me deste e ensinaste... POR TUDO!!! Muit, muito OBRIGADO! Por tudo isto me tornaste uma MULHER, uma pessoa com os pés bem assentes na terra, com convicções, com perspectivas de vida, honesta, sincera, com todas as minhas falhas, mas sempre presente ao teu lado de de todos os que amo. Foi com base neste modelo de vida que também me tornei Mãe... a ti meu filho obrigado por me ensinares a dar valor às pequenas coisas da VIDA, a amar sem limites, a aguentar o que pensava ser impossível, a ser "generala" quando assim tem que ser e a sorrir sempre!!! Obrigado por me deixares fazer parte da tua vida de adolescente, obrigado por me deixares ver-te crescer e ajudar-te a tornares-te num homem honesto, sincero, verdadeiro e com princípios! Amo-te muito Mãe! Amo-te muito Filho!"

Junho já espreita... com a alegria dos dias quentes de verão, o cheiro dos protectores, do mar, das viagens...

Abril 2014

Chegou com o cheiro a cravos, folar e amêndoas... Abril, um mês que por um motivo ou outro me afecta de uma forma significativa e estranha. Grândola Vila Morena e E depois do Adeus são musicas que fazem parte da minha história, que marcaram uma época, e que por muito que tentem jamais esquecerei. Lutas, palavras de revolta e sede de liberdade... momentos vividos intensamente por muitos que hoje, de alguma forma esquecidos, me permitiram estar aqui hoje a partilhar, livremente, estas singelas palavras e sentimentos convosco. O cheiro a cola de cartaz, as musicas ouvidas na época, os comícios e manifestações na rua... tudo fez parte do inicio da minha vida e me ajudou a crescer com relatos das histórias vividas por quem amo. OBRIGADO a todos e especialmente aos meus pais por terem lutado tanto, por terem acreditado que era possível uma vida e um país melhor.
Celebram-se 40 anos da Revolução dos Cravos! Abril...



Mas Abril, também significa Páscoa, celebrações, com a oferta dos ramos às madrinhas e do folar, amêndoas ou ovos de chocolate aos afilhados... à minha mesa não faltou o folar, os sorrisos, gargalhadas e brincadeiras de uma família de doidos unidos. Um mês marcado pelo cheiro das flores e da terra molhada pelas chuvas que se fazem sentir num tardar de um verão que começa a espreitar.

Maio anuncia-se tímido num raio de sol ao entardecer, no alongar dos dias que mesmo assim teimam em não chegar para tudo o que quero fazer.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Março de 2014


As histórias não se repetem como é hábito dizer-se, apenas são reescritas com muitas semelhanças, que nos trazem conforto, mas também com novas nuances que acabam por fazer toda a diferença. Por estes dias voltámos a festejar e celebrar... sorrimos e cantámos os 39 e os 69 de uma vida plena, com altos e baixo, com muitas histórias, risotas e laços que se tornam cada vez mais fortes e que ficarão para sempre. A vida voltou a nascer... que seja bem vinda e traga muita felicidade... que os pequenos, gestos, graças, olhares e sorrisos preencham de alegria toda uma casa. 

Março trouxe ainda o sol e algum do brilho da primavera, o som dos pássaros, as roupas mais leves e a ânsia de voltar a por os pés na areia da praia, sentir o seu calor para logo largar a correr na direção do mar... está quase!!!

Vivem-se os dias entre papeis, novas tecnologias e preocupações, procura-se conforto no que se gosta de fazer... e deixamos passar o tempo sem absorver o que de bom o mundo tem. Março trouxe ainda os dias de melhor tempo para passear ao ar livre, fugir dos centros comerciais, pegar na máquina fotográfica e bebendo um pouco da calma e beleza do mundo congelar num minuto, numa imagem a força da natureza, o brilho do sol e o azul do céu.

Abril já bate à porta e com ele traz o folar, as amêndoas e os ovos de chocolate. 

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Fevereiro de 2014


Cantámos os parabéns a celebrar os 18 e também os 70... marcos importantes na vida de quem amo, festejámos de coração cheio e festejámos também o dia dos "corações", que é como quem diz dos namorados, um almoço romântico acompanhado de palavras sentidas e cheias de significado. Fomos lamechas q.b..

Marcámos mais uma etapa, subimos mais um degrau na concretização de alguns dos nossos objectivos e projectos sonhados. Aprendemos  mais sobre a vida, com lições que preferia não ter, mas cabeça erguida e passo firme, um sorriso forte e aberto e vontade de viver, de descobrir, de ir mais longe... e isto é o que se quer.

Fevereiro foi curto mas ainda assim trouxe coisas boas e expectativas melhores ainda, quanto mais não seja porque aí vem Março, com as flores, os pássaros e o sol...

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Janeiro de 2014


E Janeiro já acabou... entrou com a força de quem recomeça, no rasgar do papel, no abrir de um novo ano, um novo dia, no arregaçar de mangas de quem acredita que é desta que vai concretizar todos os sonhos, com mais ou menos pormenor. Entrou com a força decisiva de quem vai tomar as rédeas do seu futuro, sem dependências do desacreditar dos outros.

Os dias passaram a correr num impeto alegre de quem não tem tempo a peder, de quem não quer esquecer nenhuma das decisões tomadas ao bater das 12 badaladas e no engolir das passas. Passou em passo apressado mas com força de quem vai cumprir promessas e objetivos, de quem vai realizar, de quem vai levar a bom porto todas as decisões... atitudes, projetos a tomar rumo e com vontade de vencer.

Como se consegue? Um sorriso nos lábios, um virar de página, abana-se a cabeça, despenteia-se o cabelo e colocamos o ar mais vitorioso do MUNDO... passou, mas com a certeza de que estamos no rumo certo. Fevereiro já está à espreita, mês de festejos, aniversários, namorados... um mês curto para tanto que se quer fazer, metas a atingir e tarefas a realizar... um passo de cada vez e lá vamos nós embarcar nestes 28 dias de aventura.