sábado, 19 de janeiro de 2019

Mundo meu...

...ando um pouco mais afastada deste mundo virtual. Manifesta falta de tempo para tudo o que gosto de fazer. Muita vontade de aproveitar o que tenho para viver aqui e agora...olhar com olhos dever e sentir com o coração todos e tudo o que me rodeia.



Sim, sinto falta das palavras escritas no papel, mas devoro as que outros escreveram. Sinto falta da máquina fotográfica sempre colada a mim, mas olho e registo com o coração!

Há fases, dias, momentos assim...em que nem tudo é simples, em que é preciso força para voltar a correr...entretanto vamos marcando o ritmo num passo forte mas um pouco mais lento, vamos estabelecendo prioridades neste novo ano, nestas novas páginas em branco que iremos preencher de sonhos, sorrisos e sentimentos! Porra...a gramática da vida às vezes leva-nos a melhor...mas teimosa como sou imprimo a semântica, os pontos, virgulas e reticências e faço minha a história da VIDA!

Sou mulher, mãe, madrasta e profissional...sou alegria, lágrimas, gargalhadas, amor e força...sou o barco perdido e o porto de abrigo! Nem sempre é fácil, nem sempre sei se estou a fazer o que é certo, se ajudo ou atrapalho, mas pelo menos tento! Ninguém nos disse que isto era um mar de rosas, e somos avisados vezes sem conta que nem sempre tudo irá correr bem...mas temos sempre que o fazer à nossa maneira e aprender, com as conquistas e derrotas, com as certezas e os erros. O importante é VIVER!

Por isso Mundo Meu...nem sempre é fácil, mas viver é tão BOM!

Beijinhos e até amanhã

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

20 anos...PARABÉNS meu filho!

E assim se passaram 20 anos...não vou aqui dizer nada que não te tenha já dito, que não tenha já escrito...PARABÉNS meu filho!




Em cada um destes abraços fui reforçando o meu amor de mãe, fui aprendendo nas curvas da vida a amenizar os medos, a não pensar tanto nos meus erros enquanto mãe, enquanto educadora...fui aprendendo a crescer contigo, a fazer-te sorrir (até mesmo quando te dizia que não). Fui aprendendo que tenho muitos papeis na tua vida...mas o principal será sempre o de mãe...e nem sempre esse é compatível com aquilo que mais queres.

Em 20 anos pude acompanhar-te no trilhar do teu caminho, pude ver-te crescer, voar, cair, pude dar-te colo, pude estar sempre a teu lado, mesmo nos nossos silêncios. Em 20 anos foram muitas as lágrimas, mas muitos mais foram os sorrisos, foram muitos os medos mas muito mais foi a força para te levar ao colo, foram muitas as incertezas e as duvidas, mas muito mais foi a vontade e a certeza de que dei o melhor de mim.

Hoje fazes 20 anos e não posso pedir melhor filho...sim tens o teu feitio, és teimoso, distraído, mas também és lutador e sabes o que queres. És calado, arredio, mas também procuras o colo dos que te amam. És alegre, gozão, tens um sentido de humor fantástico, mas também és observador, amigo, com sede de aprender. És um adolescente a crescer depressa demais...mas as tuas asas irão levar-te longe!

Que a vida te faça homem, mas que nunca percas o menino. Que a vida te sorria sempre, mas nunca te deixes tentar pela soberba. Que a vida te leve sempre mais longe, mas nunca esqueças as tuas raízes. Que a vida te ame, mas nunca te esqueças de ser humilde e amar os outros.

A ti meu filho...todo o meu amor! 
Beijos da mãe


quarta-feira, 25 de abril de 2018

25 de Abril SEMPRE


..."Nessa noite resolveram invadir as sedes do MRPP em todo o país, pelo que fomos presos e levados para os camiões que eles tinham à porta do edifício. Éramos cerca de 12 pessoas e quando chegámos à rua vimos que havia pessoas a ver, por isso como era natural nos militantes do MRPP, desatámos a gritar palavras de ordem como protesto contra a detenção. Nessa noite fomos levados para Caxias."

..."Protestávamos constantemente contra isso porque entendíamos que se tratava de uma injustiça. E o curioso é que os guardas de Caxias, que eram militares dos Fuzileiros, tinham muita simpatia por nós e avisavam-nos sobre o que o CPCON ia fazer a seguir e o que pretendia de nós. Assim que lá chegámos, resolvemos barricar-nos com as camas encostadas à parede e à porta de cela. Lutámos à nossa maneira e a luta dentro da prisão era tanto maior quanto maiores eram os protestos dos nossos camaradas na rua contra a repressão exercida sobre o MRPP. Para acabar com os nossos protestos, resolveram pôr-nos um dia e uma noite debaixo de mangueiradas de água e de alguns tiros disparados para o ar.
Ficámos em Caxias uma série de dias e perdemos um pouco a noção do tempo que lá estivemos. Fomos vigiados por todo o lado e fotografados como presos, mas para as fotografias não nos identificarem desatámos a fazer caretas. Depois de toda esta agitação, alguns identificaram-se e foram para casa e outros, como eu, um belo dia forma metidos em carros celulares rodeados de chaimites. Saímos de Caxias sem saber com que destino, até que a dada altura eu espreitei por frecha e reconheci Alcácer do Sal, onde nasci. Então percebi logo que estávamos a ser levados para Pinheiro da Cruz.
Lá, as coisas foram diferentes, pois cada um de nós ficou numa cela. Como ficámos isolados, resolvemos comunicar pelas janelas. Numa situação destas consegue-se inventar processos de comunicação, pelo que utilizámos vários. Lembro-me de um soldado que entregava um maço de cigarros a um e, com um cordel, enviar um cigarro ou os fósforos a outro camarada. E até reuniões fizemos pela janela, falávamos aos gritos de umas celas para as outras, sobre a situação politica e o nosso próprio caso.
E, tal como em Caxias, continuámos com protestos diários contra a nossa prisão. Estávamos junto de presos de delito comum, que não éramos. Ficámos muitos dias em Pinheiro da Cruz, onde já não sofremos a pressão que tivemos em Caxias. Dois ou três dias depois de lá termos chegado, precisávamos de tomar banho e então levaram-nos para os duches e deram-nos fardas de presos. Claro que todos nós recusámos porque não éramos presos de delito comum. Resultado, enquanto lá estivemos andámos sempre com a mesma roupa que íamos lavando como podíamos."

Excertos de uma entrevista feita ao meu pai, in Memórias da Revolução no distrito de Setúbal - 25 anos depois - Volume II
Que posso mais dizer ORGULHO! VIVA a LIBERDADE! VIVA o 25 de ABRIL!!!!

domingo, 8 de abril de 2018

Benção das fitas...

Patricia...há precisamente 2 anos e 6 meses estava aqui a escrever-te isto!!! Não retiro uma virgula a tudo o que escrevi...mas hoje posso dizer com muita emoção...tenho muito orgulho em ti!!!

Vi-te menina...tornarste-te mulher...durante todo o dia de ontem foi isso que ouvi...a mulher fantástica que te tornaste, espírito de liderança, uma amiga leal, honesta "bruta" mas com um coração do tamanho do mundo!


Ontem vi e revi muitos momentos...e foi com muita emoção que vi a entrega, a lágrima, o carinho, o amor e toda a luta durante este tempo para chegares aqui! Não me quero repetir...pois a língua de Camões já não tem adjetivos que me ajudem a pôr por escrito o que és para mim sem me repetir e me tornar chata e "lamechas"... por isso resta-me dizer...

Obrigado!!!! Obrigado por me deixares fazer parte da tua vida...obrigado por tanto que me ensinas todos os dias e por tanto que me deixas partilhar contigo...obrigado por me mostrares que há sempre uma outra forma de ver as coisas...obrigado por todo o carinho que sempre me tiveste...obrigado por seres a mana do meu filhote...obrigado por me deixares fazer parte deste teu dia...das aventuras e desventuras do teu percurso...obrigado por me deixares acompanhar as tuas risotas e lágrimas ao lado dos teus amigos...Obrigado por me teres apresentado e me permitires saber quem são a Leonor, Nicole, Joana...amizades que te vão acompanhar para sempre, as tuas afilhadas Inês e Nicole, os teus padrinhos Ema e Chico, os teus amigos de teenager Yuri, Miguel, Gui, Sara, Carolina...entre tantos outros...Obrigado Princesa!!! Obrigado por seres a minha "filha" de coração!!!!

Amo-te muitoooo e neste dia que terminou com um mergulho de mar espero que seja apenas o prenúncio de todo o sucesso que será a tua vida!!!! <3

Beijinhos da "madrastinha" 

domingo, 31 de dezembro de 2017

2017 - 2018


E mais um ano passou...é nesta altura que todos tentamos colocar no prato da balança os momentos do ano, os bons e os menos bons...este ano não será excepção, mas reservo para mim esse equacionar de decisões, projectos e afins...este ano venho aqui simplesmente desejar a todos um 2018 de sonhos concretizados, páginas reescritas, caminhos trilhados na certeza de objectivos alcançados e muito sucesso! Tudo isto sempre tendo em conta que o mais importante na vida é o sorriso de quem amamos, um abraço apertado, um telefonema que não se espera, uma mensagem na altura certa e a presença constante de quem é importante para nós.

Que 2018 não seja tão virtual e sim real! 
Beijinhos

domingo, 24 de dezembro de 2017

É Natal...


(imagem retirada da net)

...o ano passou num ápice, numa fracção de segundo...poucas foram as vezes que aqui vim, apenas por manifesta falta de tempo. O corre corre do dia a dia, ando sempre a mil e parece que fico sempre com tudo por fazer quando fiz tanto... mas enfim...hoje é Natal!!! Quem me conhece sabe bem o que esta época significa para mim...FAMÍLIA! É assim que irei estar hoje e embora o espírito natalício este ano esteja numa de me fugir, sei que logo, quando estiver rodeada de quem amo, no meio da gritaria e e das gargalhadas, vou sentir em pleno o Natal, tal como o vivo desde pequena...os cheiros, os sons, os sabores e o brilho nos olhos de todos vai levar-me de novo numa viagem de recordações que jamais irei perder!

Por tudo isto tudo o que mais vos desejo é que tenham um Santo e FELIZ NATAL!!!!

Beijinhos!

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

E já passou mais um ano..19...

PARABÉNS meu filho!!!! Hoje fazes 19 anos... ainda há pouco tempo eras assim...uma criança com um olhar inseguro...agarrado ao seu balão numa sessão de fotográfica que a tua ama resolveu fazer...



Meu filho... já me é difícil descrever-te...és um Homem, com um coração enorme, com um feitio muito próprio e uma personalidade forte...és teimoso (como a tua mãe), és meigo, és fechado em ti...és bem humorado e amigo de quem merece...és o meu filho e não mudava uma virgula em ti!

Hoje olho para trás e não me arrependo de nada, sei que nem sempre sou fácil de aturar e que exijo o melhor de ti, mas apenas porque sei do que és capaz, sei que sou "generala", chata e afins...mas NUNCA duvides meu filho que és o meu AMOR MAIOR! Recordo cada choro, casa sorriso, cada olhar, cada gargalhada, cada trapalhada, cada vitória, cada derrota...recordo a força com que me abraças...e quero tudo de novo!!!

Hoje és um homem e segues o teu caminho...lutas pelo teu futuro, vives cada segundo com intensidade sem te esqueceres das tuas raízes...mostras-me sempre que há outra forma de amar...sabes que o meu colo será eternamente TEU. Sei que trilhas o teu caminho e que tens uma outra parte de ti que te acompanha e faz FELIZ. Nas semânticas da vida nada como um amor vivido em pleno e com tudo a que tens direito. Que os teus traços e linhas, tintas e pincéis pintem sempre a tua vida com cores intensas e reais...que os teus sonhos sejam sempre alcançados e o sucesso seja o teu sorriso! Acima de tudo quero-te FELIZ...viaja, conhece o mundo, outras realidades outros modos de vida...viaja e abre os teus horizontes...eu estarei sempre aqui para te abraçar e ter-te nem que seja por cinco minutos...És meu filho, nasceste de mim e serás sempre o meu MUNDO, mas o MUNDO é TEU para conheceres e viveres tudo a que tens direito! 

Amo-te muito e hoje...hoje que fazes 19 anos...só quero que sejas FELIZ!

Beijinhos