segunda-feira, 3 de junho de 2019

Queima em Évora

Dia 1 de junho...a benção e queima das fitas do meu filho! Obrigado a todos os que se fizeram presentes...obrigado a todos os que tornaram este dia inesquecível! Obrigado por fazerem parte da vida do meu filho! Obrigado por nos deixarem partilhar este momento convosco! 
MUITO OBRIGADO!



Foi muita emoção, uma mistura de sentimentos e um orgulho enorme...como escrevi numa das fitas do meu filho...
E agora?
Agora cresceste...agora és um homem!! Agora marcas o passo e o compasso da musica que pões na pauta da tua vida!
Agora tenho um orgulho imenso no ser humano em que te tornaste!
Amo-te tanto meu filho...desde sempre e para sempre!
Vi-te crescer na minha barriga, falei contigo, senti o teu mexer, cada pontapé, cada cabeçada! Senti-te meu desde o começo!
Quando se aproximou a hora de te ver ...cresceram todos os meus medos...será que vou ser boa mãe? será que meu filho me vai amar? Vou ser capaz de o proteger? Tantas dúvidas, tantas incertezas...e todas desapareceram no momento em que olhei para ti e cortei o cordão umbilical!
Hoje corto o resto deste cordão que nos une, mas apenas para te deixar voar!
Limpei cada lágrima, fiz-te sorrir, tratei das feridas e de todas as doenças. Passei noites sem dormir de coração apertado só porque a febre teimava em não descer ou porque estavas com falta de ar. Abracei-te vezes sem conta na tentativa de te acalmar quando algo corria menos bem. Verifiquei cadernos e cadernetas para ver os recados da escola ou para corrigir os trabalhos. Ralhei, pus de castigo, obriguei a comer ou a estudar. Fui "general", ouvi vezes sem conta "és má", "és chata"...mas também ouvi outras tantas "Amo-te muito mãe"!
Hoje serei a "melga" de serviço (risos)...hoje vou abraçar-te apertado, vou beijar-te muito. Vou estar sempre ao teu lado!
Hoje quero ver-te sorrir, quero ver-te feliz!
Hoje voltarás a ser o meu "menino", aquele a quem dou colo, aquele que me procura sempre que precisa, nem que seja para ouvir "Eu estou aqui"! Sei que não fui sempre a mãe que gostarias...ás vezes sou exigente demais, sou dura nas palavras e nos gestos, mas acredita meu filho...fiz, faço e farei sempre TUDO por AMOR!
E em cada curva da vida, a cada pedra que encontres que te faça tropeçar...eu estarei aqui para amparar a queda, para te levantar, olhar nos olhos e dizer..."Faz parte! Olha em frente e segue o teu caminho, eu acredito em ti e tu vais conseguir!"
Eu estarei aqui para te ouvir ou apenas para estar ao teu lado nos silêncios que tanto precisas!
Mas hoje...vou sorrir e mostrar ao mundo o homem em que o meu filho se tornou!
Hoje...vou ser a mãe mais orgulhosa do MUNDO!
Hoje e sempre vou AMAR-TE como se não houvesse amanhã!
A porta que hoje se abre é o teu futuro...e eu estarei sempre ao teu lado!
AMO-TE...always and forever!
Mãe


sábado, 19 de janeiro de 2019

Mundo meu...

...ando um pouco mais afastada deste mundo virtual. Manifesta falta de tempo para tudo o que gosto de fazer. Muita vontade de aproveitar o que tenho para viver aqui e agora...olhar com olhos dever e sentir com o coração todos e tudo o que me rodeia.



Sim, sinto falta das palavras escritas no papel, mas devoro as que outros escreveram. Sinto falta da máquina fotográfica sempre colada a mim, mas olho e registo com o coração!

Há fases, dias, momentos assim...em que nem tudo é simples, em que é preciso força para voltar a correr...entretanto vamos marcando o ritmo num passo forte mas um pouco mais lento, vamos estabelecendo prioridades neste novo ano, nestas novas páginas em branco que iremos preencher de sonhos, sorrisos e sentimentos! Porra...a gramática da vida às vezes leva-nos a melhor...mas teimosa como sou imprimo a semântica, os pontos, virgulas e reticências e faço minha a história da VIDA!

Sou mulher, mãe, madrasta e profissional...sou alegria, lágrimas, gargalhadas, amor e força...sou o barco perdido e o porto de abrigo! Nem sempre é fácil, nem sempre sei se estou a fazer o que é certo, se ajudo ou atrapalho, mas pelo menos tento! Ninguém nos disse que isto era um mar de rosas, e somos avisados vezes sem conta que nem sempre tudo irá correr bem...mas temos sempre que o fazer à nossa maneira e aprender, com as conquistas e derrotas, com as certezas e os erros. O importante é VIVER!

Por isso Mundo Meu...nem sempre é fácil, mas viver é tão BOM!

Beijinhos e até amanhã

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

20 anos...PARABÉNS meu filho!

E assim se passaram 20 anos...não vou aqui dizer nada que não te tenha já dito, que não tenha já escrito...PARABÉNS meu filho!




Em cada um destes abraços fui reforçando o meu amor de mãe, fui aprendendo nas curvas da vida a amenizar os medos, a não pensar tanto nos meus erros enquanto mãe, enquanto educadora...fui aprendendo a crescer contigo, a fazer-te sorrir (até mesmo quando te dizia que não). Fui aprendendo que tenho muitos papeis na tua vida...mas o principal será sempre o de mãe...e nem sempre esse é compatível com aquilo que mais queres.

Em 20 anos pude acompanhar-te no trilhar do teu caminho, pude ver-te crescer, voar, cair, pude dar-te colo, pude estar sempre a teu lado, mesmo nos nossos silêncios. Em 20 anos foram muitas as lágrimas, mas muitos mais foram os sorrisos, foram muitos os medos mas muito mais foi a força para te levar ao colo, foram muitas as incertezas e as duvidas, mas muito mais foi a vontade e a certeza de que dei o melhor de mim.

Hoje fazes 20 anos e não posso pedir melhor filho...sim tens o teu feitio, és teimoso, distraído, mas também és lutador e sabes o que queres. És calado, arredio, mas também procuras o colo dos que te amam. És alegre, gozão, tens um sentido de humor fantástico, mas também és observador, amigo, com sede de aprender. És um adolescente a crescer depressa demais...mas as tuas asas irão levar-te longe!

Que a vida te faça homem, mas que nunca percas o menino. Que a vida te sorria sempre, mas nunca te deixes tentar pela soberba. Que a vida te leve sempre mais longe, mas nunca esqueças as tuas raízes. Que a vida te ame, mas nunca te esqueças de ser humilde e amar os outros.

A ti meu filho...todo o meu amor! 
Beijos da mãe


quarta-feira, 25 de abril de 2018

25 de Abril SEMPRE


..."Nessa noite resolveram invadir as sedes do MRPP em todo o país, pelo que fomos presos e levados para os camiões que eles tinham à porta do edifício. Éramos cerca de 12 pessoas e quando chegámos à rua vimos que havia pessoas a ver, por isso como era natural nos militantes do MRPP, desatámos a gritar palavras de ordem como protesto contra a detenção. Nessa noite fomos levados para Caxias."

..."Protestávamos constantemente contra isso porque entendíamos que se tratava de uma injustiça. E o curioso é que os guardas de Caxias, que eram militares dos Fuzileiros, tinham muita simpatia por nós e avisavam-nos sobre o que o CPCON ia fazer a seguir e o que pretendia de nós. Assim que lá chegámos, resolvemos barricar-nos com as camas encostadas à parede e à porta de cela. Lutámos à nossa maneira e a luta dentro da prisão era tanto maior quanto maiores eram os protestos dos nossos camaradas na rua contra a repressão exercida sobre o MRPP. Para acabar com os nossos protestos, resolveram pôr-nos um dia e uma noite debaixo de mangueiradas de água e de alguns tiros disparados para o ar.
Ficámos em Caxias uma série de dias e perdemos um pouco a noção do tempo que lá estivemos. Fomos vigiados por todo o lado e fotografados como presos, mas para as fotografias não nos identificarem desatámos a fazer caretas. Depois de toda esta agitação, alguns identificaram-se e foram para casa e outros, como eu, um belo dia forma metidos em carros celulares rodeados de chaimites. Saímos de Caxias sem saber com que destino, até que a dada altura eu espreitei por frecha e reconheci Alcácer do Sal, onde nasci. Então percebi logo que estávamos a ser levados para Pinheiro da Cruz.
Lá, as coisas foram diferentes, pois cada um de nós ficou numa cela. Como ficámos isolados, resolvemos comunicar pelas janelas. Numa situação destas consegue-se inventar processos de comunicação, pelo que utilizámos vários. Lembro-me de um soldado que entregava um maço de cigarros a um e, com um cordel, enviar um cigarro ou os fósforos a outro camarada. E até reuniões fizemos pela janela, falávamos aos gritos de umas celas para as outras, sobre a situação politica e o nosso próprio caso.
E, tal como em Caxias, continuámos com protestos diários contra a nossa prisão. Estávamos junto de presos de delito comum, que não éramos. Ficámos muitos dias em Pinheiro da Cruz, onde já não sofremos a pressão que tivemos em Caxias. Dois ou três dias depois de lá termos chegado, precisávamos de tomar banho e então levaram-nos para os duches e deram-nos fardas de presos. Claro que todos nós recusámos porque não éramos presos de delito comum. Resultado, enquanto lá estivemos andámos sempre com a mesma roupa que íamos lavando como podíamos."

Excertos de uma entrevista feita ao meu pai, in Memórias da Revolução no distrito de Setúbal - 25 anos depois - Volume II
Que posso mais dizer ORGULHO! VIVA a LIBERDADE! VIVA o 25 de ABRIL!!!!

domingo, 8 de abril de 2018

Benção das fitas...

Patricia...há precisamente 2 anos e 6 meses estava aqui a escrever-te isto!!! Não retiro uma virgula a tudo o que escrevi...mas hoje posso dizer com muita emoção...tenho muito orgulho em ti!!!

Vi-te menina...tornarste-te mulher...durante todo o dia de ontem foi isso que ouvi...a mulher fantástica que te tornaste, espírito de liderança, uma amiga leal, honesta "bruta" mas com um coração do tamanho do mundo!


Ontem vi e revi muitos momentos...e foi com muita emoção que vi a entrega, a lágrima, o carinho, o amor e toda a luta durante este tempo para chegares aqui! Não me quero repetir...pois a língua de Camões já não tem adjetivos que me ajudem a pôr por escrito o que és para mim sem me repetir e me tornar chata e "lamechas"... por isso resta-me dizer...

Obrigado!!!! Obrigado por me deixares fazer parte da tua vida...obrigado por tanto que me ensinas todos os dias e por tanto que me deixas partilhar contigo...obrigado por me mostrares que há sempre uma outra forma de ver as coisas...obrigado por todo o carinho que sempre me tiveste...obrigado por seres a mana do meu filhote...obrigado por me deixares fazer parte deste teu dia...das aventuras e desventuras do teu percurso...obrigado por me deixares acompanhar as tuas risotas e lágrimas ao lado dos teus amigos...Obrigado por me teres apresentado e me permitires saber quem são a Leonor, Nicole, Joana...amizades que te vão acompanhar para sempre, as tuas afilhadas Inês e Nicole, os teus padrinhos Ema e Chico, os teus amigos de teenager Yuri, Miguel, Gui, Sara, Carolina...entre tantos outros...Obrigado Princesa!!! Obrigado por seres a minha "filha" de coração!!!!

Amo-te muitoooo e neste dia que terminou com um mergulho de mar espero que seja apenas o prenúncio de todo o sucesso que será a tua vida!!!! <3

Beijinhos da "madrastinha" 

domingo, 31 de dezembro de 2017

2017 - 2018


E mais um ano passou...é nesta altura que todos tentamos colocar no prato da balança os momentos do ano, os bons e os menos bons...este ano não será excepção, mas reservo para mim esse equacionar de decisões, projectos e afins...este ano venho aqui simplesmente desejar a todos um 2018 de sonhos concretizados, páginas reescritas, caminhos trilhados na certeza de objectivos alcançados e muito sucesso! Tudo isto sempre tendo em conta que o mais importante na vida é o sorriso de quem amamos, um abraço apertado, um telefonema que não se espera, uma mensagem na altura certa e a presença constante de quem é importante para nós.

Que 2018 não seja tão virtual e sim real! 
Beijinhos

domingo, 24 de dezembro de 2017

É Natal...


(imagem retirada da net)

...o ano passou num ápice, numa fracção de segundo...poucas foram as vezes que aqui vim, apenas por manifesta falta de tempo. O corre corre do dia a dia, ando sempre a mil e parece que fico sempre com tudo por fazer quando fiz tanto... mas enfim...hoje é Natal!!! Quem me conhece sabe bem o que esta época significa para mim...FAMÍLIA! É assim que irei estar hoje e embora o espírito natalício este ano esteja numa de me fugir, sei que logo, quando estiver rodeada de quem amo, no meio da gritaria e e das gargalhadas, vou sentir em pleno o Natal, tal como o vivo desde pequena...os cheiros, os sons, os sabores e o brilho nos olhos de todos vai levar-me de novo numa viagem de recordações que jamais irei perder!

Por tudo isto tudo o que mais vos desejo é que tenham um Santo e FELIZ NATAL!!!!

Beijinhos!